Escolha uma Página

Na estreia de sua participação no Inova 2021 – Fuçar, Chocar, Inovar, desenvolvido pela Embrapa Suínos e Aves, a ROBOAGRO, de Caxias do Sul (RS), conquista o primeiro lugar entre os melhores projetos nacionais classificados no programa, cuja final aconteceu durante evento on-line, transmitido pelo canal da Embrapa no youtube, na última sexta-feira, 29/10.

O programa Inova é voltado para empresas, incluindo startups, de base tecnológica. A proposta consiste em fomentar soluções em desenvolvimento que possam impactar as cadeias produtivas, além de alavancar oportunidades de parcerias entre atores dos setores envolvidos, agregando duas iniciativas de inovação: InovaPork e InovaAvi. 

 

 Assista ao vídeo do evento com a conqusita do ROBOAGRO

 

As soluções que se destacaram no InovaPork envolveram automação e suplementos, onde a ROBOAGRO foi distinguida com o projeto “Robotização inteligente 4.0 na suinocultura de precisão”, demonstrando os benefícios que a robotização está imprimindo na gestão de cooperativas/agroindústrias e granjas no Brasil, a partir da aplicação de conceitos internacionais da nutrição de precisão, adequando a oferta da ração conforme as demandas específicas dos animais. “Nossa equipe não mediu esforços para chegar a este resultado.

Parabenizo a Embrapa, todos os envolvidos na organização deste programa e as empresas concorrentes, pois o reconhecimento dos trabalhos implementados vai elevar a suinocultura brasileira, bem como os benefícios que a tecnologia pode propiciar a toda cadeia, desde agroindústrias, cooperativas e produtores rurais até o meio ambiente e o consumidor final”, afirma Giovani Molin, diretor da ROBOAGRO, ao não esconder a alegria pela primeira colocação.

O projeto, que envolveu a criação de um Robô Alimentador de Suínos, batizado com o mesmo nome da empresa, abrange a economia de ração, melhoria de performance, redução de dejetos e outras melhorias de ordem econômica, social e ambiental, além de promover carne de melhor qualidade.

O equipamento permite a alimentação dos suínos nas baias em horários pré-determinados, com a possibilidade de ajuste em tempo real – conforme o consumo dos animais – e o mínimo de interferência humana. O controle é feito mediante uso de aplicativo e de um software, que facilita a análise individual de cada distribuição, aumentando os resultados para o produtor. O Roboagro também reflete na melhoria da competitividade e ganhos para toda a integração, produtores e agroindústrias, que podem usar ferramentas de gestão e inteligência artificial para corrigir eventuais gargalos de produção.

“Temos mais de 800 robôs em operacionalização no país, concentrados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, que respondem por 80% das vendas da empresa, sendo muito bem aceitos por agroindústrias voltadas ao mercado exportador, onde o grau de exigência é ainda maior”, enfatiza Giovani Molin.

 

O que diz a EMBRAPA

O segundo lugar no programa InovaPork2021 ficou com a Agros Nutrition, de Santa Catarina, a partir da proposta SU-MAX – Suplemento mineral à base de aminoácidos para incremento de produtividade, com benefícios diretos na redução da contaminação ambiental por dejetos suínos.

O estado catarinense – maior produtor de carne suína no Brasil, referência internacional na produção de alimentos de qualidade e, junto ao RS e Paraná, considerado zona livre de peste suína clássica – também esteve representado pelo terceiro lugar. É a SmartPIXEL, com o projeto PigScale – Pesagem automatizada de suínos por meio da visão computacional e inteligência artificial.

Já no InovaAvi 2021 os três primeiros colocados foram a QualyFull Sistemas, de Santa Catarina, com a proposta Solução Tecnológica para o Auto Controle Digital Agro 5.0; Cooltivando Consultoria Ltda, do Paraná, com o projeto Cooltivando Vida; e a Ecotrace Solutions, de São Paulo, com a proposta IA pra Frangos.

Para o chefe geral da Embrapa Suínos e Aves, o pesquisador Everton Krabbe, “ficou evidente o potencial nacional no sentido de gerar tecnologias através de tantas mentes brilhantes. Agradeço às equipes que submeterem suas propostas, bem como aqueles que não concorreram e possam se sentir estimulados a concorrer na próxima edição”. De acordo com o analista Cássio Wilbert, um dos coordenadores do Programa Inova, a edição avançou na busca de um modelo adequado para oportunizar conexões e contribuir com os setores de suinocultura e avicultura, por meio de soluções de impacto.

“Não temos vencedores e não vencedores, mas o que cada uma dessas startups e nossas equipes de pesquisa farão futuramente. A nossa expectativa é continuar atuando para reforçar a imagem da Embrapa como principal catalizadora de inovações do agronegócio”, entende Wilbert.

ROBOAGRO entre as melhores do Brasil

A ROBOAGRO constituiu uma das 32 propostas inscritas. Destas, 25 foram validadas por especialistas e 10 classificadas para seguirem em frente, sendo cinco para cada iniciativa do programa: InovaPork e InovaAvi. O primeiro lugar conferido à empresa caxiense reitera a valorização de propostas com base em soluções tecnológicas inovadoras que buscam resolver e/ou minimizar problemas no setor de suinocultura nacional.

O Brasil ocupa a quarta posição no ranking de produção e também em exportação de carne suína, ficando logo atrás de grandes potências mundiais, como China, União Europeia (28 países) e os Estados Unidos.

O Robô Alimentador de Suínos, tecnologia da chamada suinocultura 4.0, inédita no Brasil e considerada novo padrão para o mercado brasileiro, que garantiu o prêmio à ROBOAGRO, ainda possui uma particularidade. Durante o processo, o equipamento reproduz música clássica, cuja eficácia voltada à fase de crescimento dos suínos foi comprovada por meio de estudos. Para saber mais detalhes sobre o Roboagro, acesse www.roboagro.com.br

 

O Programa Inova: Fuçar, Chocar, Inovar, promovido pela Embrapa Suínos e Aves, tem correalização da Acate Agronegócio, Faped, INCTECh Incubadora Tecnológica e Pollen Parque Científico e Tecnológico. São parceiros do evento: Academia da Avicultura, Academia Suína, Agroinovação SC, Centro de Inovação Concórdia, Fapesc, Prefeitura de Concórdia e Senai.